fbpx

GIMI na Revista Exame

Grupo de amigas lança o GIMI, um curso de investimentos só para mulheres

A proposta, que começou com reuniões informais em casa, busca inserir mais mulheres em um ambiente majoritariamente masculino

 

São Paulo — O divórcio geralmente é uma experiência difícil, mas a situação complicada fez Regina Giacomelli perceber que precisava aprender a cuidar sozinha do seu dinheiro. O primeiro passo foi buscar cursos de finanças em instituições renomadas, mas logo surgiu uma barreira comum para quem tem contato com o assunto pela primeira vez: o “economês” e o “financês”.

“Quando comecei eu era a estranha do meio, porque as aulas eram específicas para profissionais. Oitenta por cento dos cursos não me serviam, e eu queria entender como funcionava”, conta.

A linguagem técnica, que faz o assunto parecer quase impossível para iniciantes, foi um dos principais motivos para Regina e mais três amigas — Simone Wajman, Marilene Bertoni e Luciane Ribeiro — decidirem lançar do Grupo Independente de Mulheres Investidoras. O GIMI, exclusivo para elas, é lançado neste dia 8 de março, o Dia Internacional da Mulher.

A ideia surgiu da necessidade. Com a dificuldade sobre as aulas, Regina chamou algumas amigas para juntas tentarem decifrar os “códigos” das conversas com os gerentes de seus bancos, que indicavam investimentos nem sempre tão vantajosos para as clientes.

A iniciativa começou com reuniões semanais de um grupo pequeno de mulheres na casa da psicóloga. A divulgação boca a boca fez a fila de espera crescer até chegar à casa dos milhares, com interessadas de vários estados do país.

Exame